Atendimento: (31) 3273-0607

    Redes Sociais

6 vacinas indicadas para adultos

Os pais são os responsáveis por manter os cartões de vacinação dos filhos em dia na infância, entretanto, na fase da adolescência e na vida adulta paramos de dar importância a esta parte da nossa saúde pensando que a vacinação é um mero detalhe. Mas, hoje vamos mostrar que a imunização deve ocorrer em toda a nossa vida, pois existem vacinas indicas para adultos também.

Pelo calendário de vacinação existem algumas vacinas que são aplicadas na fase adulta, além da vacina contra a gripe, pois existem doenças crônicas que se manifestam com mais frequência na vida adulta. Isso é um forte indicador de que todos devem vacinar.

O primeiro ponto a se esclarecer é que a ao vacinar a pessoa está imunizando não apenas o seu próprio corpo, mas também está protegendo crianças que moram com ele, por exemplo. Existem muitas doenças que matam crianças, mas que são transmitidas por adultos. Também é importante ressaltar que cada grupo de pessoas tem necessidades especificas de imunização – pessoas portadoras de doenças crônicas, indivíduos que viajam – existem vacinas que estes grupos não podem ignorar.

Algumas vacinas que devem ser aplicadas em adultos:

Vacina contra a difteria, coqueluche e o tétano (Tríplice bacteriana)

 A difteria é uma doença transmissível aguda, infecciosa, causada por uma bactéria tóxica que frequentemente se aloja nas amígdalas, faringe, laringe, nariz e em outras mucosas da pele. Sua transmissão ocorre através do contato direto da pessoa doente ou do portador da doença com pessoas suscetível. A transmissão por objetos recém contaminados com secreções do doente ou de lesões em outras localizações é pouco comum.

A coqueluche é uma doença infecciosa aguda, que compromete especificamente o aparelho respiratório e se caracteriza por uma tosse seca. A transmissão é feita de pessoa para pessoa através do contato direto com as secreções eliminadas na tosse, espirro ou ao falar de um indivíduo contaminado.

O tétano é uma doença infecciona, não contagiosa. Ela é causada por uma bactéria encontrada na natureza produtora de uma toxina que causa sintomas neuromusculares.

Vacina contra a hepatite B

É uma doença viral que pode variar em quadros clínicos ou sem sintomas. A sua transmissão acontece através de relações sexuais, transmissão parental por contato sanguíneo) ou vertical (quando a mãe transmite para o filho).

Vacina contra febre amarela

Doença aguda, causada por vírus e de curta duração. A transmissão ocorre através da picada de mosquito infectado pela doença.

Vacina contra HPV

A HPV é um vírus que atinge a pele e as mucosas podendo causar verrugas ou lesões percussoras de câncer, alguns deles são: câncer de colo de útero, garganta ou ânus. Transmitida no contato pele com pele, por isso pode ser considerada também uma doença sexualmente transmissível.

Vacina contra a pneumonia

Pneumonia é uma infecção nos pulmões causada pela bactéria pneumococo. Ela se instala no trato respiratório inferior, podendo se espalhar para o sangue e se alojar nos pulmões causando a pneumonia pneumocócica. Entre os fatores que contribuem para a proliferação da doença encontra-se o ar seco e frio do inverno que causa lesões nas mucosas do nariz e de outros órgãos do aparelho respiratório que comprometem as células de defesa aumentando as chances da bactéria chegar aos pulmões. Ambientes fechados também contribuem para o contagio.

 Vacina contra a Herpes Zóster

 Herpes Zóster é uma infecção viral capaz de provocar bolhas nas pele e muita dor, pode aparecer em qualquer região do corpo, mas é mais comum que se manifeste no tronco e no rosto. Suas lesões, geralmente, aparecem como uma faixa em um dos lados do corpo. Pessoas que tiveram catapora em algum momento da vida podem desenvolver a doença, pois o vírus fica alojado em gânglios e permanece velado por anos. Não apresenta riscos da pessoa morrer, mas pode provocar a incapacidade física do membro atacado.

 

Nenhum comentário.

Deixe o seu comentário!