Atendimento: (31) 3273-0607

    Redes Sociais

Conheça a H1N1

A Gripe H1N1 também conhecida como gripe do frango é uma doença causada pelo vírus Influenza, uma mutação do vírus da gripe. A sua transmissão ocorre da mesma forma da gripe comum, mas ela apresenta sintomas mais fortes e repentinos, e quando não tratada ela pode levar a pessoa ao óbito.

Da mesma maneira da gripe sazonal, a Gripe H1N1 pode apresentar-se de forma branda ou grave. Por seu agente etiológico ser o Myxovirus influenzae, ela é capaz de provocar epidemias anuais frequentes ou pandemias.
De 2005 a 2009 ocorreu apenas 12 casos da doença nos Estados Unidos, porém nos anos de 2009 e 2010 houve uma pandemia com proporções que causou muita preocupação às autoridades.

O vírus influenza possui um material genético de natureza fragmentada e por isso, passa por várias mutações durante a fase de replicação.
Durante este processo, as proteínas da superfície se modificam.
Essas modificações pelas quais o vírus passa ocorre de forma independente fazendo com que uma variante do vírus circule entre a população causando a doença.

A H1N1 foi detectada mundialmente pela primeira vez durante a pandemia de 1919, e a partir deste ano, o vírus causador tem agido como o vírus da gripe sazonal.
Os principais casos da doença ocorreram no México em 2008. Até este momento ele já era conhecido, mas ocorria apenas em porcos e por causa da sua mutação ele infectou pela primeira vez os humanos.

A gripe H1N1 pode ser transmitida através do contato com objetos contaminados, gotículas respiratórias no ar e contato com a saliva de uma pessoa que esteja contaminada com o vírus.
Apesar de se seus primeiros contágios terem ocorrido em porcos, não existe qualquer perigo no consumo da carne do animal, pois o vírus somente é transmitido de pessoa para pessoa.

As principais formas de prevenção são:

  • Lave as mãos sempre com água e sabão e evite o contato delas com o rosto, principalmente na região da boca;
  • Ingira muito líquido para evitar o acúmulo de secreção;
  • Carregue na bolsa sempre um frasco de álcool em gel para esterilizar as mãos quando não puder lavá-las;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal;
  • Evite o contato muito próximo com pessoas infectadas;
  • Evite frequentar lugares fechados e com muitas pessoas;

Além dessas formas de prevenção, é extremamente importante se vacinar contra a doença, por isso entre em contato com o seu médico, busque informações sobre a vacina e venha até a Imune proteger você e sua família.

Nenhum comentário.

Deixe o seu comentário!